Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Shark Tank Brasil

Professores da La Salle descomplicam o 'chima'

Dupla participa do programa Shark Tank Brasil que recebe empreendedores criativos

Publicado em: 07.09.2017 às 12:27 Última atualização: 07.09.2017 às 12:28

Professores da Universidade La Salle lançaram o ChimafácilInovando na tradição! É isso que estão fazendo os professores da Universidade La Salle, Fabrício Kipper, coordenador do curso de Design, e Saulo Chielle, da Engenharia Ambiental. Eles criaram o Chimafácil, equipamento que promete um “mate perfeito”, mesmo para quem não tem muita experiência em fazer chimarrão. A ideia foi apresentada aos investidores no Shark Tank Brasil, versão nacional de um dos realities de maior sucesso no mundo, produzido pela Floresta Produções e exibido pelo canal Sony.

O programa recebe empreendedores criativos que são avaliados por cinco empresários: Caito Maia, fundador da Chilli Beans; Cristiana Arcangeli, empresária serial do segmento de moda, beleza e bem-estar; João Appolinário, fundador da Polishop; Robinson Shiba criador e Presidente da rede China In Box; e Camila Farani, um dos maiores nomes em investimento-anjo do Brasil; que podem ou não apostar nas ideias. Hoje, a partir das 20 horas, será possível conferir a avaliação que os Sharks fizeram do Chimafácil. O episódio é reprisado no mesmo dia, às 22 horas, e também no próximo dia 14, em dois horários: 19 e 21 horas.

Praticidade no preparo

Divulgação
Plaquinha feita de plástico ou metal que se adapta a diversas cuias e é garantia de um "mate perfeito"
Em alguns casos, as técnicas de como preparar a bebida são passadas de geração para geração. Mas e se mesmo depois de muita prática o seu mate sempre fica entupido, desmorona ou simplesmente não dá certo? Pensando nisso, professores da La Salle lançaram o Chimafácil. É uma plaquinha de plástico ou metal que se adapta a diversas cuias e é garantia de um “mate perfeito”.

“O Chimafácil traz um fato novo para o consumo do chimarrão: a praticidade! É possível fazer um chimarrão tradicional de forma rápida e sem erro. Outro cenário é que há pessoas que gostam de tomar chimarrão e não sabem prepará-lo, ao tornar esse processo mais fácil haverá um consumo ainda maior do chimarrão”, explica o professor Fabrício Kipper.

Outro benefício é que o produto garante a montagem da bebida sem sujeira: “Não precisar segurar a erva com a mão, além da possibilidade de recuperar um chimarrão perdido pelo desmoronamento do morrinho”, explica o outro idealizador do Chimafácil, professor Saulo Chielle, que é engenheiro ambiental. Foram dois anos entre a ideia inicial e o protótipo final, lançado esse ano.

Incubadora de negócios
A pequena empresa está sendo incubada na La Salle Tech, incubadora de negócios da La Salle, o que, segundo Fabrício, vai auxiliar a projeção do produto: “É muito importante em função das redes que se criam nesse ambiente universitário e também podemos promover uma troca entre a indústria e a academia”, contextualizou. Encomendas que já estão sendo feitas por diversos Estados do Brasil: “Já temos pedidos de distribuidores, brindeiros, empresas, representação no varejo e e-commerce. Nossa emoção é de ver o produto já adquirido para o PR, MT, empresas de venda de produtos gaúchos nos EUA e Europa, e ver que a cada dia novos estabelecimentos estão adquirindo”, conta Saulo.
Mais informações sobre o produto em: http://www.chimafacil.com.br/home.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.