Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Fenômeno no céu

Primeiro eclipse solar do ano será nesta quinta-feira

Gaúchos poderão ver o fenômeno durante o pôr do sol; veja quais os cuidados para proteger os olhos
14/02/2018 08:34 14/02/2018 08:34

No mundo astronômico há muitas coisas fascinantes e uma delas, sem dúvida alguma, é quando ocorre um eclipse. Mesmo quem não é ligado a essa temática, não resiste e seus olhos se voltam para o céu. Os eventos astronômicos são incríveis e nessa semana, os gaúchos terão a oportunidade de sentir e de acompanhar um eclipse parcial do sol, que ocorrerá nesta quinta-feira (15).

De acordo com professor de física, astrônomo amador e integrante do Núcleo Astromídia, Luiz Augusto L. da Silva, este será o primeiro eclipse solar do ano, ao pôr do sol. “Será um evento do tipo parcial, o que significa que a Lua só vai encobrir uma parte do disco solar.

O último eclipse solar visível no Rio Grande do Sul aconteceu em 26 de fevereiro de 2017, com 56% de obscurecimento solar na fase máxima. Ele pôde ser bem acompanhado, pois foi visto por completo e em condições meteorológicas favoráveis”, relembra Silva, ressaltando ainda que o próximo eclipse solar com visibilidade pelo Estado, depois do dia 15, só vai acontecer em 2 de julho de 2019, que será bastante semelhante ao de 2017, quando teve 58% de obscurecimento máximo do Sol.

O eclipse solar parcial de amanhã será visível no Sul da América do Sul a partir de países como: Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai e no continente gelado: a Antártida. Além de algumas áreas ao Sul dos Oceanos Atlântico e Pacífico.

No Brasil, o fenômeno poderá ser visível somente no Estado do Rio Grande do Sul, inclusive da capital Porto Alegre. “Na capital gaúcha, o eclipse inicia às 19h47 (horário brasileiro de verão).

O astro rei tem ocaso marcado para as 20h09, quando 4,2 % da área do disco solar estará obscurecida pela Lua”, explica o professor de física, Luiz Augusto L. da Silva. Ele ainda comenta que as cidades mais a oeste no Estado, como Santa Maria, Uruguaiana, e a região das Missões poderão acompanhar um pouco mais do fenômeno, porque lá o Sol se põe alguns minutos mais tarde do que na Capital.

Já no litoral, segundo o especialista, o ocaso solar acontece um pouco mais cedo. “Em qualquer caso, será necessário ter uma visão o mais livre possível de obstáculos na direção do poente, a fim de poder acompanhar ao máximo as fases iniciais do fenômeno. Na capital, a orla do Guaíba será um bom local”, enfatiza.

Cuidados para visualizar o eclipse

É importantíssimo alertar para o perigo de se olhar diretamente para o Sol sem proteção ocular adequada. Binóculos e telescópios não devem ser usados sem filtros especiais seguros e supervisão competente (preferencialmente de um astrônomo profissional, ou amador experiente). Também não se recomenda o emprego de radiografias ou óculos escuros para olhar para o Sol. O risco de lesões oftálmicas sérias é grande, não por causa do eclipse em si, mas por causa do brilho excessivo do Sol.

Entre as técnicas seguras recomenda-se projetar a imagem do Sol numa parede próxima, usando para isto um pequeno espelho recoberto de papelão onde se faz um orifício do tamanho de uma moeda de dez centavos, ou então um vidro de máscara de soldador número 14, muito fácil de achar nas ferragens, a baixo custo.


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS