Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Radical

Voo livre e adrenalina a mil

Campeonatos reuniram praticantes de asa-delta e parapente em Sapiranga e Igrejinha
04/02/2018 20:40 04/02/2018 20:41

Moacir Fritzen/GES-Especial
EXPERIÊNCIA: o piloto campo-bonense Mario André Felske já conquistou vários títulos estaduais e competiu na categoria elite

Ícaro ficou conhecido na mitologia grega por tentar deixar Creta voando. No entanto, a sua aventura acabou em tragédia. Voar sempre foi um desafio para os humanos e graças a esse sonho que surgiram esportes e até meios de transporte. A existência de morros na região é um convite para que inúmeros “discípulos” de Ícaro continuem a tentativa de dominar o céu. Os amantes do voo livre tiveram um fim de semana movimentado nos Vales do Sinos e do Paranhana. No sábado e ontem foram disputadas etapas dos Campeonatos Gaúchos de asa-delta e de parapente (paraglider) no Morro Ferrabraz, em Sapiranga, e no Morro Alto da Pedra, em Igrejinha. As disputas mobilizaram os competidores, apaixonados pelo esporte, familiares e também turistas que foram até os dois locais para acompanhar os saltos. As disputadas envolveram cerca de 30 pilotos de asa-delta e 70 de parapente.


O piloto sapiranguense Joel Carvalho, de Sapiranga, foi um dos primeiros a saltar de asa-delta na tarde de sábado, no Ferrabraz. Com muita experiência na modalidade, ele esperou as condições ideais para partir na rampa.

INCENTIVO

Já o representante comercial campo-bonense Mario André Felske, 45, ganhou o incentivo da família para ter um bom desempenho. “Salto desde 1991 e já fui campeão gaúcho sete vezes. No ano passado, fiquei vice-campeão”, contou Felske, que competiu na categoria elite. A esposa, a vendedora Tatiana Schäfer Felske, 43, foi dar apoio ao marido, acompanhada pelo filho Felipe Felske, 6, e a filha Paola Felske, 2. “Nós familiares só podemos incentivar e torcer”, reforçou.


Condições ideais para voos

Segundo o responsável pela competição de asa-delta e diretor técnico da Federação Gaúcha de Voo Livre, Pierre Gil, as condições do tempo foram ideais para a prática esportiva. “O vento estava muito bom. A gente sempre fica de olho na meteorologia. Já sabíamos que seria um fim de semana apropriado”, comenta. Ele também revela o fascínio dos praticantes da modalidade. “Quando o cara voa e tem a visão lá de cima, não quer saber mais de outra coisa. Se a pessoa já fica admirada com a vista de cima do morro, então imagina lá do alto, no céu. É fantástico”, destaca.


Público fica impressionado

Já a massoterapeuta Rita Isaura Gossler, 46 anos, foi ao Morro Ferrabraz para conhecer o lugar. "Meu filho mora em Sapiranga e vim visitá-lo. Sempre quis conhecer o Ferrabraz, pois ouvi histórias sobre a Jacobina e li livros a respeito", contou a moradora de Bom Princípio, que ficou impressionada com a coragem e a habilidade dos pilotos, além de encantada com a vista panorâmica. "Aqui é lindo, maravilhoso", comentou.



Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS