Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
De 5 para 8 anos

Câmara aprova lei que aumenta pena para motorista alcoolizado que causar morte

Caso projeto seja sancionado, pena de prisão passará a ser de cinco a oito anos
07/12/2017 07:47 07/12/2017 07:50

Brigada Militar/Divulgação
Corretora de imóveis Nivana Miriam Mello da Silva, 30 anos, é acusada de matar Flávia do Carmo em acidente de trânsito
A Câmara aprovou na tarde desta quarta-feira (6) projeto de lei que aumenta para de cinco a oito anos a pena de prisão para o motorista que, dirigindo alcoolizado, provocar a morte de alguém no trânsito. O projeto é de autoria da deputada Keiko Ota (PSB-SP) e já havia sido aprovado pelo Senado. Agora, a matéria terá de ser sancionada pelo presidente Michel Temer para virar lei.

O texto de Ota já previa o aumento da pena para entre 4 e 8 anos o período de prisão para motoristas que praticam homicídio culposo (sem a intenção de matar) sob efeito de drogas e álcool. Mas no Senado foi incluída emenda que aumenta ainda mais a pena.


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS