Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Polícia

Homem é detido no Mathiaca por crime ambiental

Polícia Civil faz operação contra armazenamento
14/11/2017 17:13 14/11/2017 17:36

Um homem de 45 anos, sem antecedentes criminais até então, foi preso na tarde desta terça-feira na Operação Desmanche da Delegacia do Meio Ambiente (Dema) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). Ele foi capturado por uso e armazenamento irregular de resíduo tóxico ou perigoso, numa oficina bairro Mathias Velho.

Segundo a delegada Marina Goltz, os investigadores da Dema constataram no estabelecimento vistoriado a utilização e o armazenamento de resíduos potencialmente perigosos ou tóxicos em desconformidade com as exigências legais.

"Foram encontrados pelos policiais civis resíduos de óleo lubrificante veicular no local. Este produto é altamente tóxico e deve ser armazenado em local apropriado e entregue ao coletor autorizado pela Agência Nacional do Petróleo. Os lubrificantes estavam armazenando em tonéis inadequados e havia vazamento. A perícia ambiental deverá ir até o local e verificar se houve contaminação do terreno", informou a delegada.

O preso foi autuado em flagrante pelo crime previsto no artigo 56 da Lei de Crimes Ambientais, que prevê penas de um a quatro anos. Depois dos procedimentos legais, o homem foi liberado mediante pagamento de fiança.

Além da Operação Desmanche, em Canoas, os policiais civis da Dema também cumpriram mandados de busca e apreensão em Gravataí. Na manhã desta terça, os agentes cumpriram três ordens judiciais no Passo da Caveira, que faz parte da região da área de preservação ambiental do Banhado Grande (que engloba, ainda, os municípios de Glorinha, Santo Antônio da Patrulha e Viamão). O objetivo da ação era o combate à caça ilegal de animais silvestres, crime comum na região. Não foram localizados nos endereços, porém, nenhuma arma de origem ilícita nem carne proveniente de caça ilegal. Titular da Dema, a delegada Marina Goltz salienta que, apesar de nenhuma apreensão ter sido feita, intensificará as ações de combate à caça ilegal na região.

A Dema recebe denúncias com garantia de anonimato pelo telefone 0800-510 2828 e pelos aplicativos Telegram e WhatsApp (984-187-814).




Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS