Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Brasileirão

Grêmio empata em marcha lenta na Serra

Tricolor ficou no 1 a 1 com o Vitória em tarde pouco inspirada
12/11/2017 20:44 12/11/2017 20:44

Rodrigo Rodrigues/Grêmio
Não Arthur, a culpa não foi do sol. O Grêmio que não se ajudou em campo no Jaconi
Um daqueles jogos de pegar no sono atirado no sofá no domingo de tarde. Assim se resume a atuação do Grêmio, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, no empate em 1 a 1 com o Vitória, que briga contra a proximidade da zona de rebaixamento da Série A do Brasileirão. Equipe praticamente toda titular, tirando o goleiro Paulo Victor e os laterais Leonardo e Léo Moura. No mais, força máxima (só que não). O Tricolor foi na marcha lenta no estádio da Serra, com criatividade quase zero e alguns sustos que de alguma maneira trouxeram algumas lições. Isso mesmo, poderia ser um belo teste contra uma equipe que nas últimas rodadas está se recuperando e trazendo dificuldades aos seus adversários.

Jogo também, que poderia servir para dar ritmo ao centroavante Lucas Barrios, que foi apenas um espectador da partida, tendo poucas participações efetivas no duelo. No confronto, os baianos abriram o marcador aos 16min do primeiro tempo com Patric e o Tricolor empatou com Fernandinho, dois minutos depois. O Vitória ainda teve um jogador expulso injustamente e ficou com apenas 10 desde os 12min do segundo tempo.

Com o resultado, o Grêmio segue na vice-liderança provisória do Brasileirão, visto que o Santos joga nesta segunda-feira à noite e pode ultrapassar o time gaúcho. Na próxima rodada, a equipe do técnico Renato Portaluppi recebe o São Paulo, na quarta-feira, na Arena. Partida que pode ser a última na competição onde o Tricolor deve utilizar boa parte dos titulares. Na rodada posterior, no domingo que vem, o time vai a Santos encarar o Peixe, com os reservas ganhando chance de tentar apresentar algo em campo.

“Quase nada”

Além da torcida gremista, que compareceu em peso para apoiar o Grêmio no Estádio Alfredo Jaconi, quem também não gostou do empate foi o técnico Renato Portaluppi. Após o 1 a 1 ele falou em entrevista coletiva que sua equipe criou praticamente “quase nada” contra os baianos e por isso não saiu com a vitória. “O primeiro tempo foi parelho, uma ou outra situação para cada lado, um para cada equipe. O segundo tempo mesmo com um jogador a mais a gente não soube aproveitar. Criamos praticamente quase nada, a não ser uma situação bem clara com o Barrios e infelizmente a bola não entrou. Duas linhas de quatro na frente da área. Aí falta aquele jogador que vai para o drible individual, que tenta abrir a defesa. Tentamos uma ou outra jogada, mas não conseguimos. O resultado foi justo pelo que aconteceu no jogo”, garantiu o treinador.

Ficha técnica

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Leonardo (Everton); Jailson (Jael), Arthur, Ramiro, Luan e Fernandinho (Patrick); Lucas Barrios Técnico: Renato Gaúcho.

VITÓRIA: Fernando Miguel; Patric, Bruno, Kanu e Geferson; Ramon Menezes, Fillipe Souto, José Welison, David (Renê) e Neilton (Caíque Sá); Trellez (André Lima) Técnico: Vagner Mancini.


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS