Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Brasileirão

Em dia inspirado de Everton, Grêmio vence o Flamengo e sobe na tabela

Atacante saiu do banco de reservas para marcar dois gols em dois minutos e decretar a virada tricolor na Arena
05/11/2017 21:14 05/11/2017 21:15

Lucas Uebel/Grêmio
Beto da Silva, Luan e Everton comemoram o terceiro gol tricolor
O futebol é mágico por jogos como o deste domingo na Arena, em Porto Alegre. O Grêmio perdia em casa para o Flamengo por 1 a 0, mas numa cartada do técnico Renato Portaluppi na segunda metade da etapa complementar tudo mudou para o Tricolor. Do banco de reservas, o treinador apostou nas entradas de Everton e Beto da Silva nas vagas de Fernandinho e Jael, que pouco produziram durante o tempo que estiveram em campo. E foi em apenas dois minutos, que o “Cebolinha” conseguiu fazer o estrago na defesa carioca. Com dois gols de Everton e mais um de Luan, com participação de Beto da Silva, o Grêmio bateu o Flamengo por 3 a 1, pela 32ª rodada do Brasileirão. Uma virada contando principalmente com as estrelas de Portaluppi e Everton. Com o resultado, o Tricolor subiu para a terceira colocação na tabela, agora com 54 pontos.

No primeiro tempo, o Grêmio começou desacelerado. O time demorou para encaixar os passes, e mesmo com maior posse de bola, viu os flamenguistas levarem mais perigo à meta de Paulo Victor, que ontem substituiu o campo-bonense Marcelo Grohe. As outras duas ausências de Cortez e Barrios também modificaram o desempenho da equipe, já que Marcelo Oliveira e Jael não vivem bom momento. Embora um jogo de lá e cá, os gols só saíram no segundo tempo. Logo no primeiro minuto, o Flamengo encaixou um contra-ataque mortal e balançou a rede com Éverton Ribeiro, em cabeceio no canto. Depois disso, o Tricolor sofria para perigar o ataque.

INSPIRAÇÃO
E para dar uma quebrada no ritmo dos cariocas e no sistema de jogo tricolor, Portaluppi foi cirúrgico nas modificações. Renato tirou dois atacantes quase inofensivos e promoveu a entrada de duas peças que estavam em um dia inspirado. Aos 24min, Everton aproveitou vacilo da defesa e empatou o confronto. Dois minutos depois, Edílson lançou o camisa 11 nas costas de Pará, e o jovem teve a frieza de esperar o experiente Diego Alves cair para daí então marcar o gol da virada. O triunfo foi selado depois, aos 36min, quando Beto da Silva roubou a bola do zagueiro e tocou para Luan apenas completar para a rede: 3 a 1 e fim de papo.

“Eu, junto com o Beto, tive a felicidade de entrar bem e virar esse placar”, destacou Everton após o apito final. E não resta dúvidas que o artilheiro do Grêmio no Brasileirão com 8 gols, e o seu bom desempenho, já credenciam o atleta à titularidade, até porque a fase de Fernandinho é tensa. “O sonho de todo o jogador é ser titular, mas infelizmente o professor só pode escalar 11”, completou Cebolinha. E sobre isso, Portaluppi não escapou na entrevista coletiva. “O jogador tem que saber aproveitar as oportunidades, todo mundo está na briga e quer jogar.”

AZUIS

“Pensei em tirar mais dois ou três de hoje, mas conversando com o grupo quase apanhei. Tem muito fominha no grupo. Fui convencido por eles mesmos (atletas) a entrarem em campo. É o que cobro: quer jogar tudo bem, mas se jogar tem que rasgar. Não tem que ficar parado pensando no dia 22 (jogo de ida da final da Libertadores contra o Lanús)”, contou Renato Gaúcho.

O próximo compromisso do Tricolor no Brasileirão é na quarta-feira, às 19h30, contra a Ponte Preta, em São Paulo.

Ficha Técnica

GRÊMIO

Paulo Victor; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Michel, Arthur, Ramiro (Léo Moura) e Luan; Fernandinho (Everton) e Jael (Beto da Silva). Técnico - Renato Portaluppi.

FLAMENGO

Diego Alves; Pará, Rhodolfo, Rafael Vaz e Renê (Vinicius Junior); Willian Arão (Geuvânio), Cuéllar (Lucas Paquetá), Márcio Araújo, Éverton e Éverton R; Felipe Vizeu. Técnico - Reinaldo Rueda.

Detalhes

Local - Arena, em Porto Alegre. Arbitragem - Raphael Claus (FIFA) auxiliado por Marcelo Carvalho (FIFA) e Tatiane Camargo (FIFA). Público - 19.963.


Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS