Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Fúria da natureza

Nate é rebaixado para tempestade ao passar pelo sul dos Estados Unidos

Na América Central,quanto furacão, provocou diversas mortes
08/10/2017 11:48 08/10/2017 11:49

MARK WALLHEISER/GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Nate foi rebaixado a tempestade tropical ao atingir o solo nos Estados Unidos
Nate perdeu força e foi rebaixado para tempestade tropical na manhã deste domingo (8) quando avançava para o interior do sul dos Estados Unidos, onde chegou como furacão depois de ter deixado uma trilha de morte e destruição na América Central.

Na costa sul americana, Nate fazia sentir seu poder causando inundações e cortes de energia, que poderiam prolongar-se por até uma semana. É o terceiro furacão a atingir a região nos últimos dois meses. Mais de 100 mil pessoas ficaram sem eletricidade devido aos efeitos de Nate, que antes de ser rebaixado para uma tempestade tropical atingiu duas vezes o sul dos Estados Unidos: primeiro em Louisiana no sábado à noite e, horas depois, na costa do Mississippi.

O Centro Nacional de Furacões (NHC) informou que, às 05h00 (06h00 de Brasília), a tempestade tinha ventos máximos de 113 quilômetros por hora. Espera-se um "enfraquecimento rápido" do fenômeno, ressaltou o NHC sobre Nate, que se movia a cerca de 37 km/h em direção ao interior dos estados do Mississippi e Alabama.



Diário de Canoas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS