Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Tênis

Nadal derrota Anderson e conquista US Open pela 3ª vez

Tenista espanhol agora soma 16 títulos de Grand Slams e se aproxima do recorde de Roger Federer que tem 19

AFP
Nadal com a taça do US Open
O espanhol Rafael Nadal, número 1 do mundo, derrotou o sul-africano Kevin Anderson em três sets, 6/3, 6/3 e 6/4, e conquistou pela terceira vez na carreira o título do US Open, neste domingo em Nova York. Nadal, 31 anos, soma assim seu segundo título de Grand Slam na temporada, após vencer pela 10ª vez Roland Garros, em maio, e seu quinto troféu no ano. Ele já havia conquistado o US Open em 2010 e 2013, e agora soma 16 Grand Slams e se aproxima de igualar o recorde de 19 Grand Slams do suíço Roger Federer.

O Nadal que neste domingo enfrentou o gigante sul-africano foi parecia ser o mesmo que há quatro anos também estava na primeira colocação do ranking, dominando todos os torneios em quadra dura e no saibro que disputava. O último troféu de Nadal em quadra dura havia sido em janeiro de 2014 em Doha, onde voltou de lesão no cotovelo para reconquistar o topo do ranking da ATP.

"É incrível o que aconteceu este ano. Depois de um par de anos de muitos problemas, voltei a jogar em alto nível", comemorou o campeão, que fez questão de parabenizar o adversário do dia, contra o qual já jogava quando criança.

Já Kevin Anderson, que também tem 31 anos, realizou sua melhor campanha da carreira em Grand Slam, isso depois de se recuperar de graves lesões que ameaçaram acabar com sua carreira. "Não é o resultado que eu esperava, é claro, mas enfrentei um jogador extraordinário que sabe como jogar esse tipo de jogo. Parabenizo Rafa, um dos maiores jogadores de nossa geração", disse Anderson após a partida.

Nesta edição do US Open, o sul-africano de 2,03m de altura apostou em seu incrível saque e numa chave favorável, beneficiado pelas ausências do britânico Andy Murray (N.2 do mundo), do suíço Stan Wawrinka (N.4) e do sérvio Novak Djokovic (N.5), todos lesionados. Nadal, porém, dominou a partida com sua intensidade e poder de definição. O espanhol sobreviveu aos 10 aces do sul-africano e cometeu apenas 11 erros não forçados e 30 winners, somados a um ótimo jogo de rede que lhe valeu 16 pontos.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS