Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Talento nato

Menino de 11 anos quer concorrer a vaga na Escola de Dança Bolshoi

Campanha quer ajudar o Brian a participar de audição em Santa Catarina em julho

  • Ana Paula, a professora Gabriele Schutz e Brian Santos
    Foto: Leandro Domingos/GES-Especial
  • Ele começou a dançar com a prima Ana Paula em uma academia no bairro Rio Branco
    Foto: Leandro Domingos/GES-Especial
  • Brian Gilson Soares dos Santos quer concorrer a uma vaga na Escola da Dança Bolshoi
    Foto: Leandro Domingos/GES-Especial
  • Campanha quer arrecadar R$ 2,5 mil para a viagem e alimentação em Santa Catarina
    Foto: Leandro Domingos/GES-Especial
  • Menino de 11 anos sonha em ser um grande bailarino
    Foto: Leandro Domingos/GES-Especial

Por Leandro Domingos e Jeison Silva 

Aos 11 anos, o Brian poderia estar treinando para se tornar um grande judoca. Daqueles que brigam por medalha mesmo. Afinal, começou bem na academia. Era aplicado. Acontece que ele largou o judô após seis meses de aula. Não era a dele. O negócio do pequeno Brian Gilson Soares dos Santos tem mais a ver com a precisão de movimentos delicados que seguem o som melodioso da música clássica. O negócio do Brian é ser um grande bailarino.

Essa ideia surgiu há quase um ano, quando a prima Ana Paula, também de 11 anos, convidou ele para assistir a uma aula na academia, no bairro Rio Branco, onde moram. A paixão foi instantânea. “Eu gostei da academia, das colegas, da música, da dança, de tudo”, diz. Daí para adiante, o menino se tornou especialista, a ponto da professora de dança Gabriele Schutz cotá-lo para participar do verdadeiro peneirão que será feito na Escola de Dança do Bolshoi, em julho, em Santa Catarina. “Eu só quero chegar lá e fazer o meu melhor”, resume o pequeno. E no que depender da professora e da mãe, ele estará lá. “Estamos fazendo de tudo para financiar a viagem, inclusive pedindo ajuda”, observa a balconista Edna Fernanda Soares.

Conforme ela conta, até mesmo o pai, que de início não gostava muito da ideia de ver o filho dançando, hoje adora vê-lo em ação na academia ou em apresentações. “A gente sabe que não é comum, mas sabe também que é muito bonito. Ele tem tudo para ser um grande bailarino.”

“Ele já nasceu com a estrutura corporal padrão Bolshoi”

Segundo a professora Gabriele Schutz, apesar da origem humilde, Brian tem amplitude de movimentos, ouvido afinado, compasso musical e reconhece onde há notas maiores e menores como ninguém. “Ele já nasceu com a estrutura corporal padrão Bolshoi.” O que mais impressiona ela é a facilidade do garoto em adquirir técnica sem ter tido contato prévio com a dança. “O alongamento de corpo dele e a altura dele são muito boas para dançar”, explica Gabriele. “Ele tem muito ritmo em qualquer estilo musical.”

E olha que ele nem viu o filme

O Brian não viu "Billy Elliot". Quem citou o misto de drama e comédia lançado em 2001 foi a mãe dele, que viu e adorou o filme. A obra contava a história do tal Billy (Jamie Bell), que parou de treinar boxe para se dedicar ao balé clássico. "A história é parecida porque o Brian também tem um talento natural para a dança", ressalta Edna. Quer dizer, está mais que na hora do Brian ver de uma vez esse filme.

Ajude o Brian a realizar seu sonho

A audição de Brian na Bolshoi está marcada para o dia 25 de julho. Serão quase 500 disputando 40 vagas que garantem uma bolsa de estudo. “Ele precisa da bolsa. Estudar lá é um custo absurdo. É a única unidade Bolshoi fora da Rússia”, destaca a professora Gabriele. Para participar, ele precisa arrecadar R$ 2,5 mil para a viagem e alimentação. Os recursos vêm sendo reunidos graças a rifas e colaborações de amigos. Assim, quem quiser adquirir rifas ou auxiliar de alguma forma, pode ligar para 98917-7360. As doações são documentadas e são fornecidos comprovantes de recebimento para abatimento no Imposto de Renda.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS