Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Segurança Pública

Delegacias de Novo Hamburgo e de São Leopoldo devem receber armamentos

Governo entrega a Polícia Civil e Susepe 377 armas longas, pistolas e outros equipamentos

Luiz Chaves/Palácio Piratini
Governador Sartori oficializou entrega do armamento ao chefe de Polícia, Emerson Wendt, e à superintendente da Susepe, Ane Stock
Pelo menos uma delegacia de Novo Hamburgo e uma de São Leopoldo deverão receber carabinas de calibre 5.56 nos próximos dias. Ao todo, o governo fará a distribuição de 51 armas que serão remanejadas pelas delegacias regionais do Estado. Na região, a distribuição será feita pela 3ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (DPRM).

As unidades policiais em outras cidades da região, como Montenegro, Gramado e Canoas, também receberão as carabinas. A entrega simbólica aconteceu nesta segunda-feira (17), em ato na Secretaria da Segurança Pública (SSP-RS), com a presença do governador José Ivo Sartori e do secretário da Segurança, Cezar Schirmer. Ao todo, 397 mil reais foram gastos nos equipamentos, os recursos são do tesouro do Estado.

Na mesma cerimônia, a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) foi beneficiada com a entrega de 92 espingardas calibre 12, 200 pistolas calibre 40, 4 carabinas 5.56, além de 216.800 munições, 240 granadas, 30 armas não-letais e 40 tubos de gás anti-tumulto, numa soma total de R$ 1,139 milhão.

Penitenciária Federal ainda sem definição de local

Após o ato, Schirmer confirmou aquilo que já havia sido antecipado a poucos dias pelo Jornal NH, de que a Penitenciária Federal de Segurança Máxima, anteriormente prevista para Charqueadas, pode não ficar mais na cidade da região carbonífera. “Ficamos esta semana de oferecer outras alternativas ao Departamento Penitenciário Nacional. Em Charqueadas, uma delas, ou outros municípios”, reafirmou Schirmer, observando que o acesso a área disponibilizada foi a principal barreira imposta pelo Depen. O secretário também criticou os prefeitos pelo fato de não ter ocorrido até agora o anúncio de outros dois presídios estaduais, ambos com recursos carimbados. “Estamos tendo dificuldades com alguns municípios, pois precisamos da concordância do prefeito. O que tem que ficar claro é que segurança sem presídio é meia segurança”, desabafou.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS