Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Canoense

A mama deu uma lição de vida no BBB17

Ieda Wobeto curte o retorno a Canoas e já recebe as primeiras propostas de trabalho

Ieda Maria Wobeto tem ... digamos ... um probleminha. Ela foi avisada pelo facebook esta semana de que sua página na rede social já atingiu o limite de 5 mil seguidores. E pensar que quando ela deixou Porto Alegre rumo ao Rio de Janeiro, no início do ano, a aposentada 70 anos tinha, aproximadamente, 300 seguidores em sua página no facebook. Isso é a fama amigo. Tudo graças ao sucesso que ela alcançou no Big Brother Brasil. Brincadeiras à parte, a própria Ieda sequer imaginava a celebridade que alcançaria. A aposentada conta que foi difícil até circular pelo Centro de Canoas na tarde de segunda-feira. "Não imaginava que as pessoas me reconheceriam desse jeito", diz. "De repente, fui cercada por homens e mulheres que só queriam me cumprimentar. Morei em Canoas a vida toda e sempre andei como uma anônima na rua. Nunca pensei que passaria por isso. "

Na verdade, o assedio começou bem antes. Em primeiro lugar porque não foi à toa que ela chegou a finalíssima do programa. Até a atriz Susana Vieira revelou publicamente ter se encantado pelo carisma da mãezona do BBB17. Porém foi só na saída da tal "casa mais popular do Brasil" que a canoense teve a real dimensão de seu protagonismo no espetáculo. "A gente estava chegando no hotel e o vesgo [repórter do programa Pânico] veio correndo na minha direção, dizendo ser meu fã. E de repente já se juntou uma multidão na minha volta", conta. "Eu não podia imaginar que havia agradado tanto." E o carinho não parou por aí. No aeroporto, na chegada a Porto Alegre, Ieda se deparou com pessoas que disseram sua participação foi inspiradora. "Isso foi gratificante. É que eu não era uma BBB comum", brinca. "Já tenho 70 anos e só queria entrar naquela casa. Nunca imaginei que pudesse transmitir uma mensagem e inspirar alguém."

FUTURO

Sem medo do estigma de "ex-Brother", a canoense não abre o jogo, mas diz já estar recebendo os primeiros convites de trabalho. "Não conto nada porque realmente não há nada definido neste momento na minha vida", desconversa. "Só que se eu parar para pensar que só tinha em mente não mais que uma participação, tudo que vier a partir de agora é lucro. Já me sinto uma vencedora."

Envolvida na polêmica

Nada foi mais falado na edição do BBB17 do que as supostas agressões de Marcos a Emilly. O brother chegou a ser eliminado por conta da polêmica. Durante o programa, Ieda apoiou a jovem em diversos momentos, embora ela tenha se mostrado até preconceituosa em alguns vídeos divulgados, chamando Ieda de "idosa" de forma pejorativa. Fora da casa, a aposentada tem evitado tratar do assunto. "Conversei muito com ela. Tinha várias coisas que não achava certo, mas isso aconteceu durante o período de confinamento na casa. Hoje prefiro não comentar muito o assunto."

Desfazendo mitos

Conversar com uma participante do Big Brother Brasil pode ajudar a desfazer alguns mitos em torno de uma das maiores audiências da televisão brasileira.

Comida

Não foram poucos os ex-BBBs que vieram à público dizer que passaram fome durante o programa. Mentira. Segundo Ieda, o que não falta na casa é comida. Tem arroz, tem feijão, tem ovos, etc. Agora, o que faltava é vontade do povo para entrar na cozinha e fazer o próprio "rango." "Passa fome quem quer, porque comida tem. Agora, é preciso prepará-la."

As provas

Não é brincadeira. E também não há ensaio. As provas planejadas para decidir a liderança na casa são todas reais. E resista quem puder. "Tenho consciência que sou uma mulher de 70 anos e não podia ficar medindo força com jovens de vinte e poucos anos", frisa. "Até porque eram provas bastante difíceis. Teve uma no qual caia água gelada na gente. E a última coisa que eu precisava era ficar resfriada dentro da casa."

Salão de beleza

Atenção mulheres! Esqueçam toda aquela história de que as brothers têm toda uma "estrutura" para se manterem sempre bonitas e bem arrumadas na frente da TV. Na verdade, elas se viram com o que é colocado à disposição pela produção do programa. "Só agora que voltei para casa é que pude usar um secador de cabelo. Eu usava a chama do fogão para secar na casa", conta. "Nem esmalte para as unhas eles forneciam."

Confinamento

PAULO PIRES/GES
Ieda, a 1ª Miss Canoas, com as filhas
Acha que é fácil ficar na casa? Sim? Pois não sabe nem a metade. Acontece que o número de participantes escolhidos para o programa é sempre maior do que aquele que aparece na frente da TV. Antes, contudo, todos são alojados em um hotel no Rio, onde passam dez dias, literalmente, isolados. É a prova de fogo do confinamento. "É um quarto de hotel sem nenhuma mordomia. Tem gente que não aguenta é pede para sair", relata Ieda. "A gente nem fica sabendo quem são os eliminados."

E olha que não gravou nem vídeo ...

Ieda lembra que estava sentada no sofá da sala no início do ano passado quando viu Pedro Bial surgir na televisão para avisar os "portoalegrenses" que o Big Brother Brasil estava com as inscrições abertas. O aviso do apresentador incluiu um comentário de que poderiam participar pessoas "entre 18 e 70 anos." "Aquilo falou comigo. Eu tinha 70 anos. Quer dizer que poderia participar." Foi assim, meio que como uma brincadeira, que a aposentada fez a inscrição pela internet. Não colocou sequer um vídeo, mas o resto é história. "Nem acreditei quando recebi a mensagem de que tinha sido selecionada. Parecia brincadeira. E de repente estava no Rio de Janeiro, vivendo uma nova aventura na minha vida."

">

Brother por um dia

Durante seus 79 dias de confinamento, nenhuma saudade foi maior que a da família. Com quatro filhos e seis netos. O sétimo está "programado" para maio, conforme a avó, Ieda já reuniu a todos durante o feriado de Páscoa. "Não tem nada melhor no mundo", afirma. "Era só deles que eu sentia saudade." Parte desta saudade, no entanto, foi sanada com a aparição da jovem Tanara Oliveira, que teve a oportunidade de participar de uma prova do jogo, já na última semana. "Fui brother por um dia", brinca a filha.

"Eu quase desmaiei em uma entrevista"

Miss Canoas em 1964, Ieda sempre foi conhecida pela beleza e elegância. No entanto, a mulher extrovertida e brincalhona que "ganhou" o BBB não existia nesta época. "Eu quase desmaiei durante uma entrevista a uma rádio na época. Faltava a maturidade que sobrou durante minha participação no programa", garante. "E isso só se ganha com a idade."

Ieda Wobeto ficou em terceiro lugar no BBB 2017


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS