Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Alimentação

Chocolate é contraindicado para a hora da merenda

Alerta da Secretaria Municipal da Educação visa a nutrição dos pequenos

PAULO PIRES/GES/PAULO PIRES/GES
Ariane Paim prefere que Jamili leve pão à escola ao invés de doces
Foi gordinha a Páscoa na casa da família Nunes. A pequena Luana, 6 anos, ganhou bombons ovos; balas e pirulitos; barras e tabletes. No entanto, não tem chocolate na mochila da Luana. A estudante do Colégio Imaculada tem levado, desde sugunda, biscoitos e um todinho de lanche, mas nada de chocolate. "Ela já come chocolate demais em casa", observa a mãe. É a mesma opinião da Ariane Paim, cuja filha de 7 anos tem comido pão na tradicional "hora da merenda." "Se deixasse, a Jamili comia todo o chocolate antes mesmo da volta ao colégio na segunda", alertou sobre a estudante do Erna Wurth. Pois é. Não dá para deixar mesmo. Chocolate demais faz mal.

O sinal amarelo foi dado pela equipe da Unidade de Alimentação Escolar (UAE) da Secretaria Municipal da Educação (SME), que recomenda que as famílias deixem as guloseimas para serem consumidas em casa. É que não foram poucas crianças que apareceram já na segunda-feira com ovos de páscoa para devorar na popular "hora da merenda." "O cardápio escolar de Canoas segue todas as resoluções federais, portanto, os alimentos doces são mais restritos", explica Adriana Rech, nutricionista da UAE, para quem, mesmo em casa, é preciso buscar o equilíbrio.

Ainda de acordo com a especialista, não é recomendado o consumo de alimentos doces nos primeiros anos de vida. A ingestão precoce pode afetar o organismo da criança no longo prazo, já que inicia-se um hábito alimentar pouco saudável desde cedo. "O consumo excessivo de açúcar está relacionado com o aumento no risco do desenvolvimento de doenças como obesidade, diabetes e doenças coronarianas, pois diminui a qualidade nutritiva da dieta e o açúcar é um alimento que possui alta densidade energética, mas é pobre em nutrientes", detalha Adriana.

Nas crianças, em especial as que frequentam a Educação Infantil - de 0 a 6 anos - o consumo excessivo pode estar relacionado com a hiperatividade, dificuldade de concentração, irritabilidade, desenvolvimento das cáries dentais e carências de nutrientes como as vitaminas e os minerais.

Média de 30 gramas por dia, no máximo

Conforme a nutricionista Gabriela Koglin, o ideal seria que as crianças ingerissem, no máximo, 30 gramas por dia de chocolate. "O chocolate é um energético, serve como sobremesa, mas nunca como prato principal ou mesmo como merenda no colégio, já que ele não tem nutrientes, só gordura e carboidratos", esclarece.

A profissional do Unilasalle adverte que os excessos já acontecem em casa, com crianças consumindo ovos inteiros em uma sentada. Por isso, mais que necessário frear o consumo da piazada. "Crianças ganham muito chocolate na Páscoa, então é de se imaginar que elas vão comer o que ganharam, mas é preciso moderação. Sempre."

Cardápio já é adaptado a Semana Farroupilha

O cardápio escolar em Canoas é de responsabilidade da Unidade de Alimentação Escolar, sendo adaptado, de forma temática, a cada comemoração do calendário. Agora, portanto, sai a Páscoa e entra a Semana Farroupilha. Para Rose Waitikoski, chefe da unidade, o recomendado é que os pais e responsáveis nunca levem refeições extras para a escola. "O cardápio escolar de Canoas é altamente nutritivo, a base de alimentos saudáveis e frescos. Não há necessidade de um reforço por parte dos pais", salienta. Fica a dica.

E levar o quê para a merenda?

E quem não estuda nas escolas do Município? Leva o quê para a merenda? Aos escolher os alimentos, prefira pães, bolos ou biscoitos. De preferência integrais. Evite bisnaguinhas, bolachas recheadas e salgadinhos. Já as frutas são mais que bem-vindas. E prefira sempre o suco natural ao invés daquele de caixinha. A saúde de seu filho agradece.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS