Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Fiscalização

Vigilância em Saúde interdita supermercado e recolhe 140 quilos de carne

Também foram recolhidos do estabelecimento no bairro Niterói leite e derivados que estavam mal acondicionados

  • No total, foram recolhidos sete carrinhos grandes de produtos
    Foto:Vinicius Thormann/PMCA
  • Estabelecimento foi interditado
    Foto:Vinicius Thormann/PMCA
  • Os fiscais constataram que a carne apresentava diferentes problemas no armazenamento, além de equipamentos em situação precária
    Foto:Vinicius Thormann/PMCA
  • Também foram recolhidos leite e derivados que estavam mal acondicionados
    Foto:Vinicius Thormann/PMCA
  • Vigilância Sanitária recolheu 140 quilos em carne de supermercado no Niterói
    Foto:Vinicius Thormann/PMCA

A divisão de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Canoas interditou nesta quinta-feira, 2, o açougue de um supermercado localizado no bairro Niterói. Os fiscais constataram que a carne apresentava diferentes problemas no armazenamento, além de equipamentos em situação precária. Também foram recolhidos leite, nata, requeijão e outros derivados que estavam mal acondicionados em um balcão refrigerado fora da temperatura adequada. 

No total, a equipe da Vigilância recolheu 140 quilos de carne de diferentes cortes de gado, até guisado já processado, o que não é permitido, pois esse tipo de carne deve ser moída na hora que o cliente escolhe. No total, foram recolhidos sete carrinhos grandes de produtos. Alguns salgados também foram descartados, após a constatação do transporte fora do padrão exigido a partir da matriz da empresa, em Alvorada. Todos os produtos foram levados para o Lixão Municipal, no bairro Guajuviras.

Conforme a diretora da Vigilância em Saúde, Vanessa Dornelles, a empresa já tem um histórico de problemas envolvendo o armazenamento de carne. "Nós interditamos também a câmara fria e a área de produção, onde são feitos os cortes. Agora, o proprietário terá que apresentar as melhorias exigidas para retomar a comercialização", explicou.

Entre outras constatações, a equipe da Vigilância flagrou equipamentos em péssimo estado de conservação na padaria, tetos de depósito dos materiais de higiene e limpeza tomados por mofo, forros ameaçando cair. "Situações que colocam em risco também a saúde do trabalhador e nas quais pediremos providências", acrescentou Vanessa Dornelles.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS