Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Mais recuado

Zago testa o D'Alessandro ao lado de Rodrigo Dourado

Treinador prepara equipe para duelo contrao Ypiranga, nesta quarta-feira

Ricardo Duarte/Inter/Ricardo Duarte/Inter
DENTITY_apos_ENTITYAlessandro pode jogar mais recuado contra o Ypiranga
A entrada no G8 do Gauchão deu ao Inter um novo ânimo na busca da classificação para a próxima fase da competição. Mesmo não tendo mostrado um bom futebol no jogo do último final de semana, contra o São Paulo-RG, a vitória foi o mais importante, e manteve o desejo dos colorados seguirem firmes nas últimas três rodadas do torneio. E com a cabeça já no próximo jogo, marcado para esta quarta-feira, contra o Ypiranga, em Erechim, o Inter se reapresentou na tarde desta segunda-feira e já começou a desenhar um esboço de time para o duelo. O técnico Antônio Carlos Zago contou com o retorno do zagueiro Klaus, recuperado de lesão muscular e que ficou de fora de oito partidas pelo Colorado. O jogador de Dois Irmãos concorre com a parceria atual de Léo Ortiz e Paulão, dupla titular de zaga nas últimas partidas.

Na atividade desta segunda-feira, Zago orientou um trabalho tático de campo reduzido, e não deu demonstrações de uma possível equipe para enfrentar o Ypiranga. No trabalho, realizado no CT do Parque Gigante, D’Alessandro seguiu na função mais recuada, ao lado de Rodrigo Dourado justamente para tentar levar a bola ao meio-campo. A tendência é que o argentino siga nesta posição de primeira linha do setor. O Colorado deverá definir a equipe titular nesta terça, quando realiza o último treino antes do jogo. Após a atividade, a delegação viaja rumo a Erechim.

Vermelhas

“Se o clube quiser, eu vou ficar. Eu não voltei pela grana nem pelo contrato. Voltei para ajudar em um momento difícil”, disse D’Alessandro sobre uma possível renovação.

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), com sede na Suíça, marcou o julgamento do caso Victor Ramos para o dia 4 de abril. O Inter tem esperanças de jogar a Série A.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS