Compartilhar...

VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Violência

Crime passional pode ser motivação para execução no Salgado Filho

Marlon Roldão Soares foi morto com ao menos dez tiros na manhã desta segunda-feira
  • Foto: Guilherme Testa/Correio do Povo Marlon Roldão Soares foi alvejado com dez disparos de arma de fogo
  • Foto: Guilherme Testa/Correio do Povo Para a polícia, crime passional pode ser motivação para execução de jovem no Salgado Filho
  • Foto: IGP/ Divulgação Peritos trabalham na coleta de material que possa ajudar na identificação do atirador
  • Foto: IGP/ Divulgação Jovem de 18 anos foi morto a tiros dentro do saguão do terminal 2
A Polícia Civil trabalha com a hipótese de crime passional na execução do jovem de 18 anos no Aeroporto Internacional Salgado Filho, na manhã desta segunda-feira (19). A informação foi confirmada pelo Chefe de Polícia Civil, Emerson Wendt, durante o trabalho da perícia feita no saguão do terminal 2 horas após a morte de Marlon Roldão Soares. Ele foi alvejado por mais de dez disparos de arma de fogo em frente ao portão de embarque.
"Até o momento, todas as informações coletadas nos levam a crer em crime passional. Mas não descartamos outras hipóteses", afirmou Wendt, dizendo "lamentar" o ocorrido. "A gente lamenta que esse tipo de situação ocorra em toda e qualquer situação que envolva a vida das pessoas. A gente percebe que os criminosos estão a cada dia mais ousados e nós policiais devemos trabalhar mais forte para que esse tipo de crime não aconteça."
IGP/ Divulgação
Imagens do circuito interno serão analisadas na tentativa de chegar ao autor do crime
Wendt confirmou que o carro usado pelo atirador, um Chevrolet Cobalt, foi encontrado a poucas quadras do aeroporto e passará por perícia na tentativa de encontrar alguma impressão digital. No saguão, onde ocorreu o crime, os peritos recolheram os cartuchos das balas disparadas. A investigação também já coletou as imagens gravadas pelo circuito interno de câmaras do aeroporto, o que pode ajudar na identificação do atirador. Testemunhas afirmaram se tratar de dois homens: um teria ficado no carro e o outro atirado contra a vítima. 
No momento dos disparos, o terminal estava lotado de torcedores do Grêmio que aguardavam a chegada do novo técnico Tricolor, Renato Portaluppi. A Polícia Federal isolou o local para o trabalho da perícia. Houve muita correria e muitos pessoas pensaram se tratar de uma explosão de bomba. Ninguém, além da vítima, ficou ferido no ataque. 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS