Compartilhar...

VOLTAR
FECHAR

Rua Domingos Martins, 400 - Centro - Canoas/RS - CEP: 92010-170
Fones: (51) 3462.7000 - Fax: (51) 3462.7007

PUBLICIDADE
Máfia das próteses

Polícia indicia envolvidos na máfia das próteses

Doze pessoas vão responder por estelionato e formação de quadrilha
Hospital Nossa Senhora das GraçasA polícia ouve os suspeitos por envolvimento no esquema chamado Máfia das Próteses. Na última semana, foram 12 indiciados que vão responder por estelionato e formação de quadrilha, de acordo com o titular da Delegacia Fazendária (Defaz) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), Daniel Mendelski. Estão entre os indiciados o ortopedista Fernando Sanchis, que era chefe da Ortopedia no Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), advogados e fornecedores de próteses. “Eram fornecidos diversos orçamentos de materiais, obtidas a liminares e pagos os valores superfaturados”, explica o delegado. Segundo ele, depois era feita a divisão do valor entre os envolvidos.
Para conseguir as liminares na Justiça, autorizando as cirurgias, eram apresentados os orçamentos superfaturados. Em alguns casos, em cirurgias estimadas que custava R$ 7 mil chegou a ser cobrado R$ 160 mil. Conforme o Ministério Público Federal (MPF) 1,7 mil procedimentos cirúrgicos de coluna e cirurgias de artrodese são investigadas. A estimativa é que o esquema tenha causado um prejuízo de R$ 1,3 milhão ao IPE. Os bens de Sanchis estão bloqueados e, segundo a Procuradoria Geral do Estado, são suficientes para os danos sofridos pelo IPE e Estado. O médico foi procurado pela reportagem, mas não deu retorno.
Irregularidades nos procedimentos
De 273 procedimentos apurados no período, em 94% deles foram encontradas irregularidades, de acordo com divulgação do Tribunal de Contas da União (TCU). O Tribunal ainda apontou que em 258 cirurgias não houve comprovação de necessidade do procedimento. Como consequência, o Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG) terá que devolver a quantia de R$ 3,3 milhões, além de R$ 210 mil de multa, como condenação por fraudes envolvendo operações para implantação de próteses.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS