Jornais
FECHAR
  • Jornal NH
  • Jornal VS
  • Jornal de Gramado
  • Diário de Cachoeirinha
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos
Publicado em 21/12/2015 - 11:50
Última atualização em 21/12/2015 - 12h01

Revelada identidade de brasileiro curado por milagre de Madre Teresa

Engenheiro paulista Marcilio Haddad Andrino, de 42 anos, vive no Rio com duas filhas

Agência O Globo

Foto: AFP/Arquivo
Foto de arquivo de Madre Teresa de Calcutá, de 15 de maio de 1997
O homem curado de oito tumores no cérebro em 2008, por um milagre atribuído à madre Teresa de Calcutá pelo Vaticano, foi identificado pela agência italiana Zenit como o engenheiro paulista Marcilio Haddad Andrino, de 42 anos.
"A minha experiência profissional me colocou outras vezes diante de fenômenos difíceis de explicar desde o ponto de vista científico, mas o que aconteceu em 2008 com um engenheiro brasileiro é realmente incrível", diz o professor e neurologista Carlo Jovine, que participou da comissão médica responsável por analisar a cura de Marcilio do ponto de vista científico.
Andrino nasceu em Santos e hoje mora no Rio de Janeiro. Em dezembro de 2008, quando ele tinha 35 anos, ele foi internado com urgência com transtornos neurológicos. Os exames especializados mostraram a presença de oito abscessos cerebrais, ou seja, pontos com áreas de infecções que provocam a destruição dos tecidos e a produção de pus dentro do encéfalo. O brasileiro entrou em coma e, depois de alguns dias, apareceu também um quadro de hipertensão endocraniano.
A situação era muito grave, com risco de morte iminente. Após ele ser encaminhado a uma intervenção de emergência, ocorreram uma série de eventos inexplicáveis, abriu os olhos e perguntou na sala de operação porque estava ali. Exames revelaram uma mudança radical no seu quadro patológico, com o desaparecimento do hidrocéfalo e redução de 70% dos abcessos, que em pouco dias sumiram. Hoje, ele vive no Rio de Janeiro com a mulher e dois filhos, e trabalha como funcionário público federal.
A comprovação do segundo milagre de Madre Teresa foi realizada na Diocese de Santos. O primeiro milagre atribuído à religiosa foi a salvação de uma mulher de 30 anos, em Bangladesh, que sofria de um tumor abdominal. A cerimônia de canonização será realizada em 4 de setembro de 2016, em Roma. O brasileiro irá assistir à cerimônia.

Publicidade