Jornais
FECHAR
  • Jornal NH
  • Jornal VS
  • Jornal de Gramado
  • Diário de Cachoeirinha
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos
Publicado em 09/01/2015 - 06h41
Última atualização em 09/01/2015 - 06h47

Polícia troca tiros e persegue suspeitos de atentado a jornal no nordeste de Paris

Disparos foram registrados a cerca de meia hora de carro da zona onde os fugitivos são procurados desde quinta-feira

AFP - editorial@sinos.net

Foto: AFP
As forças de ordem perseguiram e trocaram tiros nesta sexta-feira a nordeste de Paris com dois suspeitos que acredita-se que sejam os dois irmãos autores do atentado contra a revista Charlie Hebdo, indicaram fontes policiais. Os disparos foram registrados a cerca de meia hora de carro da zona onde os fugitivos são procurados desde quinta-feira, informaram as fontes.
 
As buscas foram retomadas na manhã desta sexta nas áreas florestais e povoados da região da Picardia, no norte da França, zona situada a 80 km a nordeste da capital do país. Em Washington, autoridades americanas revelaram que os dois suspeitos, os irmãos Cherif e Said Kouachi, estavam há anos na lista negra americana de terroristas, e que Said Kouachi recebeu treinamento de armas no Iêmen.

Na quinta-feira foram identificados nesta região os fugitivos, dois irmãos jihadistas de origem argelina, Cherif e Said Kouachi, de 32 e 34 anos, supostos autores do atentado mais mortífero cometido na França em meio século. O atentado, que deixou doze mortos em Paris, foi saudado na quinta-feira pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), cuja rádio classificou de "heróis" os autores do massacre. Nas estradas de uma zona próxima ao povoado de Longpont, onde na quinta-feira as buscas se concentraram, militares e gendarmes seguiam nesta sexta-feira inspecionando veículos.
 

Publicidade