Jornais
FECHAR
  • Jornal NH
  • Jornal VS
  • Jornal de Gramado
  • Diário de Cachoeirinha
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos
Publicado em 07/10/2014 - 15h11
Última atualização em 07/10/2014 - 15h21

Estado investe R$ 26 milhões na aquisição de helicópteros para o Samu

Aeronaves estarão em funcionamento no próximo verão

Foto: Divulgação/SES
Porto Alegre
- O Governo do Estado investiu R$ 26 milhões na aquisição de dois helicópteros para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). As duas aeronaves da marca Augusta Westland, modelo Koala AW 118 Kx, serão utilizadas para atendimentos e resgates feitos pelo Samu, dentro do projeto Aero Médico Estadual e estarão em funcionamento no próximo verão. O recebimento técnico das aeronaves será realizado entre os dias 12 e 19 de outubro, na cidade de Filadélfia, nos Estados Unidos.

O projeto Aero Médico Estadual iniciou em 2012, através de um termo de cooperação técnica entre o Samu e a Brigada Militar (BM). Atualmente, os atendimentos estão sendo realizados com aeronaves da BM (helicóptero e avião) para transportes e resgates de pacientes. Do início do projeto até o momento, o Samu Aero Médico já realizou mais de 100 missões de salvamento.

Resgate
A partir da aquisição destas duas aeronaves, o atendimento de resgate poderá ser realizado em até 20 minutos em um raio de 100 km de distância de Porto Alegre. Conforme o Coordenador do Samu Estadual, Maicon Vargas, além deste tipo de atendimento, também poderá ser realizado o transporte de enfermos em todo o Estado com aeronaves do tipo avião ou com helicópteros Koala.

"A maior parte da população do Rio Grande do Sul estará coberta, basta traçar um raio de 100 quilômetros em linha reta partindo de Porto Alegre. Para o transporte de doentes graves e de órgãos, teremos duas aeronaves, pois o tempo de acionamento e de resposta é diferente", explica o coordenador. Cada helicóptero será ocupado por uma equipe formada por médico e enfermeiro do Samu, pilotos da BM e tripulantes de bordo da BM (socorrista). Os equipamentos que compõem as aeronaves do Samu são os mesmos utilizados pela Força Aérea Americana e Marinha.

Inicialmente as aeronaves contarão com uma base em Porto Alegre. Maicon Vargas informa que existe a perspectiva de ampliação do projeto Aero Médico Estadual para outras regiões, como Passo Fundo, Rio Grande (ou Pelotas), Uruguaiana, Santa Maria e Serra. Durante os meses de verão, a equipe aero médica ficará alocada no Litoral Norte, em função da Operação Golfinho e do aumento da demanda populacional nesta época. Nos demais meses do ano, a equipe estará alocada no Batalhão de Aviação da BM, junto ao Aeroporto Salgado Filho na Capital.

Publicidade