Jornais
FECHAR
  • Jornal NH
  • Jornal VS
  • Jornal de Gramado
  • Diário de Cachoeirinha
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos

Rio Grande do Sul

Publicado em 15/04/2014 - 16h18
Última atualização em 15/04/2014 - 16h49

Menino morto em Três Passos será sepultado ao lado da mãe, em Santa Maria

Pai, madrasta e uma terceira pessoa foram presos por suspeita de envolvimento na morte de Bernardo Uglione Boldrini

Três Passos - Centenas de pessoas acompanharam o velório do menino Bernardo Uglione Boldrini, de 11 anos, na tarde desta terça-feira (15), no ginásio do Colégio Ipiranga, em Três Passos. Familiares, amigos e a comunidade em geral lotaram o espaço da escola em que ele estava cursando o 6° ano do Ensino Fundamental. Às 15 horas iniciou-se o cortejo até Santa Maria, onde o corpo será sepultado, por volta das 20 horas, ao lado da mãe, Odilaine Uglione, que morreu em 2010. Na cidade residem os avós de Bernardo.

O menino desapareceu no último dia 4. O pai, Leandro Boldrini, 38 anos, contou que Bernardo teria dito que passaria o final de semana na casa de um amigo. Segundo ele, como o filho não retornou no domingo, decidiu acionar a Polícia. A partir daí cartazes com fotos de Bernardo foram espalhados por toda a região. Amigos e familiares chegaram a criar uma página no Facebook para ajudar nas buscas. No entanto, na noite de segunda-feira, o corpo do menino foi encontrado no interior de Frederico Westphalen. O pai, que é cirurgião-geral no hospital de Três Passos, a madrasta, Graciele Boldrini, 32 anos, e uma terceira pessoa foram presos suspeitos de participação na morte da criança.

Segundo a delegada regional de Três Passos, Cristiane de Moura e Silva, a polícia chegou ao corpo de Bernardo após o depoimento da mulher. Ela teria dito que a madrasta, que é enfermeira, aplicou uma injeção letal na criança. "Mas vamos juntar todos os elementos de prova, aguardar as perícias e tocar o inquérito”, resumiu Cristiane em entrevista coletiva. A delegada disse que a prisão dos três é cautelar e as investigações ainda correm sob sigilo de justiça. O desencontro nos depoimentos do trio foi fundamental para realizar as prisões.

A história de Bernardo
Bernardo nasceu em setembro de 2002, em Santa Maria, cidade natal da sua mãe, Odilaine. De acordo com a Rádio Difusora de Três Passos, a família morava em Passo Fundo e foi para Santa Maria apenas para o parto. Ainda bebê, Bernardo foi morar com os pais em Passo Fundo, onde o pai fazia residência médica. Em seguida, no final de 2002, a família se mudou para Três Passos. Na cidade, o menino viveu com a mãe e com pai por sete anos, quando Odilaine morreu por suicídio. Bernardo, então, passou a morar com o pai e a madrasta.